Revista olheiras – e como saber se você é uma boa mãe!

Esse post foi escrito por mim e publicado originalmente no site Minha mãe que disse.

Se você já descobriu através da revista Capricho se sabia beijar ou se sua Best Friend Forever era confiável, e alguns anos mais tarde respondeu questionários da revista Nova para saber se o bofe era um cafajeste ou se você sabia como lidar com a luz acesa na hora H, chegou o momento de fazer esse teste definitivo da revista Olheiras e, enfim, descobrir se você é uma boa mãe.

Seu filho foi:

A – Adoção

B – Escapuliu

C – Inseminação

D – Planejado

 

Seu parto foi:

A – Natural no mato

B – Natural em casa

C – Cesárea

D – Normal no hospital

 

Sua amamentação foi:

A – Até os seis meses

B – Até os dois anos

C – Até os treze anos

D – Não amamentou

 

O que você fez com as partes do parto como placenta, coto umbilical…

A – Comeu junto com o marido

B – Enterrou

C – Guardou na gaveta de memórias

D – Jogou no lixo

 

A primeira papinha do seu bebê foi:

A – De trufas negras da frança

B – De brócolis, beterraba e chicória

C – De batata, xuxu e feijão de corda que você mesma plantou, regou e colheu

D – Não lembra

 

Você se considera uma:

A – Mãe tigre

B – Mãe panda

C – Mãe cobra

D – Mãe sapo (de boa na lagoa)

 

Você é adepta ao programa:

A – Culpa, não

B – Culpa, sim

C – Culpa para todos

D – Desculpa mas eu vou chorar

 

Seu filho ouve:

A – As mais tocadas da FM

B – Galinha pintadinha

C – Músicas clássicas

D – Raul Seixas

E agora chegou a hora da verdade! Respostas A valem 5 pontos, B 4 pontos, C 6 pontos e D 3 pontos. Some sua numeração e descubra agora se você é uma boa mãe!

Se você fez entre 0 a 100 pontos:

Você é uma boa mãe. Tão boa quanto eu e quanto a sua vizinha. Tão boa quanto sua própria mãe. Tão boa quanto a mãe que não tem as mesmas ideias que você.

Simplesmente porque você, eu e todas que estamos nessa labuta vamos errar. E vamos acertar. E vamos nos arrepender. E vamos ter saudades.

Simplesmente porque não importa se seu filho leu com 5 meses de idade e o meu só com 6 anos. Os dois vão ter amigos, os dois vão se apaixonar, os dois vão quebrar a cara, vão chorar, vão procurar nosso ombro, ou não. Os dois vão batalhar, os dois vão gargalhar loucamente exatamente naquele momento que tem que ficar bem sério.

Os dois vão ter certeza que sabem mais do que a gente. Os dois vão nos magoar sem querer. Os dois vão sair de perto de nossos atentos olhares e vai doer em nossos corações.

Você pode dar abobrinha e eu batata frita, mas quando nós duas deitamos na cama o nosso pensamento é igualzinho. Nós duas rezamos para proteção do nosso filho, rezamos para que ele faça boas escolhas, conheça gente de bem, que nunca se machuque, nem nunca machuque ninguém.

Você pode levar no parque e eu no play do shopping, mas nós duas sonhamos que um abraço cure todas as feridas, nós duas sonhamos com um futuro lindo, nós duas ficamos com o coração apertado quando ele tem febre.

Você pode comprar roupas fora do Brasil e eu no lojão, mas nós duas queremos que ele fique protegido do frio, da fome e da violência.

Por isso é muito injusto comparar nós como mães. Sinceramente é muito injusto decidir se você é melhor do que eu. Porque nós somos exatamente iguais.

Imagem via Mural de jogo de Thaylulu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 ideias sobre “Revista olheiras – e como saber se você é uma boa mãe!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>